Casamento tradicional dá lugar à cerimônia craft

Casamento tradicional dá lugar à cerimônia craft

A tendência para casamento vem se modificando. Saem as festas em salões enormes, a decoração padronizada e as lembrancinhas sem personalidade para dar lugar a uma cerimônia com toque mais rústico e exclusivo, incorporando o estilo craft. A verdadeira união entre a criatividade e o “faça você mesmo”.

Com um pouquinho de jeito, é possível personalizar desde os convites até a decoração da festa, que pode ganhar um ar tropical, retrô, romântico, enfim, o que a imaginação mandar. Vale garrafas de vidro customizadas, rendas, bandeirinhas, cestas e muita criatividade.

Gabriela Oliveira (artesã) fez seu casamento todinho à mão, olha que graça!

Gabriela Oliveira (artesã) fez seu casamento todinho à mão, olha que graça  (crédito da foto: Moment Art Photography)

Tereza Pires, designer e encadernadora, confirma:

Casamentos assim estão em tendência mesmo

Tereza personalizou sua cerimônia com detalhes craft, todos feitos por ela, pelos amigos ou familiares. Ela abusou de toques como bandeirinhas em cima do bolo, buquê feito de botão, arranjos de pompom e um porta-aliança para derreter qualquer coração. Como lembrancinha, os convidados receberam um calendário do amor.

Um dos principais motivos para essa escolha é poder de ter uma festa com a cara dos noivos e tornar esse momento mais íntimo ainda. Mas nem todo mundo tem as habilidades necessárias para deixar tudo lindo. É aí que o artesão entra!

As flores são a decoração dessas garrafinhas

As flores são a decoração dessas garrafinhas

“O artesão já tem toda essa forma diferenciada de trabalhar e ele vai poder realizar um desejo do casal quando eles mesmo não conseguirem fazer, seja por habilidade ou por tempo. O artesão que souber valorizar e concretizar o que cada casal quer tem muito a ganhar nesse mercado”, explica Tereza.

A Tê, com todo seu talento, fez seu casamento no estilo “eu que fiz” e contou em uma entrevista exclusiva.

Quer oportunidade melhor para investir nesse tema?

Gabriela Oliveira, artesã, aproveitou a onda do próprio casamento e se inspirou para alavancar seu negócio:

Minha placa de noiva, por exemplo, eu queria algo diferente e não encontrava em lugar nenhum. Um dia, em uma loja de produtos naturais, encontrei a guirlanda. Trouxe para casa e fiquei olhando para ela, até que nasceu a ideia de enfeitar com flores e assim fiz a plaquinha de noiva que mais vendi até agora.

Casamento: mercado aquecido

Realmente o artesão deve abrir os olhos para esse mercado de casamentos, que está muito aquecido. A previsão de gastos com festas e cerimônias chega a R$ 14 bilhões por ano, de acordo com pesquisa da Associação brasileira de eventos sociais, a Abrafesta.

Ser pioneiro na criação de produtos personalizados para casamento é uma das chaves para o sucesso. Como no caso da Gabriela, a artesã que criou uma peça única, a guirlanda utilizada como placa de noiva. “Foi algo exclusivo que ninguém havia feito ainda, criei e deu certo”, explica Gabi.

Você pode buscar ideias e inspiração aqui no Artesanato e Ponto e em outros sites, pode ver revistas especializadas, observar o que é utilizado em festas que você frequenta. Não há limites para buscar tendências. É importante também estar bem atento aos pedidos e personalidade dos noivos. Com uma boa conversa, você consegue captar o que eles gostam e o que esperam da cerimônia — dos convites à decoração.

Existem muitos cursos que ensinam técnicas diferentes para serem utilizadas em festas de casamento. Você pode usar a impressora Silhouette Cameo para fazer toda a decoração de casamento, como ensina Elá Camarena. É possível produzir etiquetas e tags para produtos, forminhas diversas, luminária de mesa, lembrancinhas, reservas de mesa em formato de árvore com nomes dos convidados, além do topo do bolo, cardápio e convite.

Para os convites, você pode utilizar a técnica de kirigami pop up. Neste curso, Naomi Uezo ensina a fazer três modelos de convites: em formato de coração e bolo de casamento, com a técnica de abertura de 90 graus, e o convite flores, com a técnica de abertura de 180 graus. Aprenderá também a escolher os papéis para cada ocasião, como combinar as cores e finalizar os trabalhos, realizar dobras e colagens sem danificar o papel e qual é a maneira correta de usar o estilete e vincador para um resultado impecável.

Famosa plaquinha de noiva que foi sucesso de vendas depois do casamento da Gabi.

Famosa plaquinha de noiva que foi sucesso de vendas depois do casamento da Gabi (crédito da foto: Moment Art Photography)

E já pensou em inovar e utilizar filtros de café para fazer peças decorativas para casamento? Rosely Ferraiol ensina a produzir uma luminária para mesa dos convidados, convite, lembrancinha, bolo fake, vasos para flores com efeito de mármore e buquê que pode ser usado pela noiva ou para enfeitar as mesas. Sustentável e super craft.

Enfeite da mesa dos convidados, todo feito pela Gabi com reaproveitamento de livros, rendas e garrafinhas.

Enfeite da mesa dos convidados, todo feito pela Gabi com reaproveitamento de livros, rendas e garrafinhas (crédito da foto: Moment Art Photography)

Para Gabi, a motivação para escolher um casamento craft foi a vontade de fazer a decoração personalizada. “Geralmente nos casamentos vemos coisas já semiprontas, que são compradas pelos decoradores e usadas em todas as festas possíveis, sem criatividade e diversidade”, explica.

Como foi a decoração do seu casamento: craft ou tradicional? Já foi a alguma cerimônia “faça você mesmo” ou já produziu peças exclusivas para o casamento de suas clientes? Conta pra gente nos comentários!

Sobre

eduK

Posts Relacionados
2 comentários
  • Regina Araújo

    agosto 1st, 2015 17:14

    um luxo........

    Responder
  • Rosemary Araujo

    agosto 30th, 2015 11:14

    Realmente, cuidar pessoalmente de cada detalhe do nosso casamento é maravilhoso, ainda mais quando criamos e produzimos peças exatamente como imaginamos, tornando esse dia ainda mais especial! Boa parte dos itens do meu casamento também fui eu que fiz, e que alegria ouvir os elogios dos amigos. Foi no final de 2012 e só tive 4 meses pra preparar tudo. Claro que quase enlouqueci com tantas ideias e tão pouco tempo (rsrsrs…), mas consegui dar conta de boa parte delas. Grande beijo a todos!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *