Como fazer porta-lenço com retalhos de tecido

Como fazer porta-lenço com retalhos de tecido

Patchwork: a famosa arte de juntar retalhos com padrões e cores diferentes. Eles são usados para confeccionar desde mantas até capas de almofada. Esse porta-lenço é inspirado nessa arte. E você vai aprender como fazer porta-lenço utilizando retalhos de tecido nesse tutorial em vídeo.

E quem ensina é a expert Marcia Satiko. Ela é apaixonada por patchwork e dá cursos em que ensina essa técnica tão especial.

Esse porta-lenço é muito prático, além de lindo. Essa peça pode ser usada para dar de presente separadamente ou como peça complementar em um kit de bolsas de viagem também em patchwork. O porta-lenço em estilo patchwork pode vir junto do necessaire e do organizador de documentos, por exemplo. Você também pode fazer um kit para carro com lixeirinha, porta-lenço e almofadinha de cinto. Dessa forma, você amplia sua linha de produtos e valoriza seu trabalho.

Basta juntar alguns retalhos de tecido e conferir nosso PAP em vídeo.

Aprenda como fazer porta-lenço

Quer aprender como fazer patchwork? Confira esses cursos!

Lista de materiais:

  • Dois pedaços de tecido tamanho 10 x 14cm para as laterais (com a estampa ou cor que desejar)
  • Dois pedaços de tecido tamanho 10 x 10cm para as laterais (com a estampa ou cor que desejar)
  • Dois pedaços de tecido tamanho 10 x 14cm para as bases (com a estampa ou cor que desejar, lembrando que um deles será o forro e o outro a parte de trás)
  • Linha e agulha
  • Máquina de costura
  • Alfinetes

Passo a passo:

  1. Corte dois pedaços de tecido tamanho 10 x 14cm, dobre ao meio e reserve
  2. Corte dois pedaços de tecido tamanho 10 x 10cm, dobre ao meio e reserve
  3. Corte dois pedaços de tecido tamanho 10 x 14cm, mas não dobre pois eles serão a base e o forro
  4. Coloque um dos tecidos base sobre a mesa com a estampa para cima
  5. Sobre o tecido base,  encaixe os tecidos dobrados intercalando uma ponta sobre a outra (assim cada um ficará com uma parte em cima e outra por baixo)
  6. Vire e encaixe o outro tecido base com a estampa do avesso (ele será desvirado então ficará como forro quando estiver pronto) sobre os tecidos intercalados como um sanduíche
  7. Alfinete e leve para a máquina
  8. Faça costura reta por todas as laterais mas deixando um espaço aberto o suficiente para desvirar quando finalizar
  9. Corte os cantos conforme o vídeo para o acabamento ficar mais bonito (cuidado, corte só um pouquinho)
  10. Desvire e finalize costurando à mão a abertura que deixamos para desvirar
  11. Está pronto!

Conheça a história da arte do patchwork

Indústria bilionária

Patchwork em tecido clássico com borado (crédito da foto: Site bloom and blossom)

Patchwork em tecido clássico com borado (crédito da foto: Site bloom and blossom)

De acordo com a TNS Global Inc., só nos EUA o patchwork movimenta uma indústria de US$ 3,6 bilhões, com mais de 21 milhões de adeptos. Aqui no Brasil não é muito diferente, o “patch” se torna mais do que uma técnica, é um vício que deixa as mocinhas e mocinhos da costura enlouquecidos. E não é uma mania nova não, na verdade existem registros de até 3400 a.C., em desenhos encontrados nas pirâmides, faraós aparecem trajando roupas semelhantes à técnica de patchwork.

Como o patchwork virou moda

Por volta do século XVII as famílias europeias, principalmente da Inglaterra, Alemanha, França, Itália e Espanha, começaram a migrar para o Novo Mundo e levavam consigo não só suas histórias e costumes mas também suas mantas em patchwork.

pendroy

Grupo de mulheres reunidas para quiltar (crédito da foto: site ndquilts)

Nessa mesma época surgiram os grupos de mulheres que se juntavam para confeccionar colchas em conjunto, aquele era um momento de conversas e troca de experiências, uma vez que os maridos só permitiam certas atividades como ir à igreja e cuidar dos filhos.

A técnica só foi começar a ser feita na máquina de costura em 1846 (ano em que foi fabricada a primeira máquina doméstica). Desse momento em diante a técnica foi evoluindo e ganhando acessórios para facilitar, como: placa de corte, cortador circular, tipos diferentes de manta e acabamentos.

Quilt? Patchwork tradicional? Matelassê?

A gente te ajuda a desvendar o mundo dos retalhos. A forma mais conhecidas de unir seus tecidos é o quilt, trabalho feito em três camadas de tecido que consistem em topo, enchimento/manta e forro. Essa técnica pode ser feita em matelassê que é o quilting reto, usado basicamente para unir. Ou quilting livre, que é a forma livre de quiltar e pode ser usada tanto para unir como para enfeitar.

Se animou? Então é a hora de deixar a imaginação voar, pois são diversos estilos para artesão nenhum botar defeito! Tem o patchwork artístico, objetos de arte prontos para expor (seja em feiras ou na sua própria sala), aqui não há regras além de criar e se expressar com liberdade. Tem o patchwork tradicional, em que existem regras e modelos a serem respeitados, além disso normalmente se utilizam tons terrosos e sóbrios (isso não é uma regra). E por fim, o patchwork moderno, um movimento que surgiu em 1998, no exterior, e vem crescendo cada vez mais. Nele predominam as cores vivas e fundos lisos (chamados espaços negativos), essa técnica também dá liberdade para que o artesão possa montar seu próprio bloco.

Porta-lenço estilo patchwork

Apaixonada pela técnica, a artesã Márcia Satiko estuda o tema desde 2000 e atualmente se divide entre seu ateliê e aulas. É ela quem vai te ensinar como fazer um modelo de porta-lenços inspirado em patchwork. Isso porque para fazer esse porta-lenços são utilizados retalhos, mas, como não se usa manta, não é considerado “patch”. Nada melhor do que uma expert para saber como combinar retalhos de tecido e transformá-los em peças incríveis.

Márcia Satiko arrasando com as peças organizadoras em Patchwork

Márcia Satiko arrasando com as peças organizadoras em patchwork

Para te inspirar ainda mais, seguem algumas dicas de filmes desse universo de retalhos e costuras:

"Colcha de Retalhos" filme da diretora Jocelyn Moorhouse

“Colcha de Retalhos” (crédito: filme dirigido por Jocelyn Moorhouse)

“Colcha de retalhos” – Nesse filme, Wynona Ryder interpreta uma jovem que vai morar na casa da avó enquanto se prepara para casar. Lá, ela encontra amigas da família que preparam uma colcha de retalhos como presente de casamento. O filme mescla a dedicação e carinho pela confecção da colcha enquanto elas relatam envolvimentos e paixões que tiveram. Enquanto isso, Finn Dodd (personagem da Wynona) conhece um rapaz e fica em dúvida quanto ao seu casamento. Filme delicado, história bonita e colcha de retalhos, dá pra ficar melhor?

"Lado a lado" filme dirigido por Chris Columbus.

“Lado a lado” (crédito: filme dirigido por Chris Columbus)

“Lado a lado” – O foco desse na realidade não é exatamente o patchwork, mas Jackie Harrison (personagem de Susan Sarandon) faz uma capa e uma colcha usando a técnica. Mostra o valor que essas peças têm quando são feitas e passadas de geração para geração.

 

 

 

"The Patchwork Girl of Oz" escrito por L. Frank Baum e dirigido por  J. Farrell MacDonald

“The Patchwork Girl of Oz” (crédito: escrito por L. Frank Baum e dirigido por J. Farrell MacDonald)

“The Patchwork Girl of Oz” – Baseado no livro de mesmo nome, é um filme mudo de 1915. Conta a história de Margollote que aprende magia e usando seu poder faz uma boneca de Patchwork e acrescenta doses de “obediência”, “amabilidade” e “sinceridade”, características que ela mantêm em frascos. Porém, Ojo (um menino vizinho de Margollote) acaba entrando na casa e misturando outras características na boneca: “inteligência”, “poesia” e “autoconfiança”. Quando a boneca é animada com o “poder da vida”, ela é muito mais do que todos esperavam. História fofa que lembra a nossa conhecida Emília, do Sítio do Pica-Pau Amarelo.

"O estranho mundo de Jack" dirigido por Henry Selick

“O estranho mundo de Jack” (crédito: filme dirigido por Henry Selick)

“O estranho mundo de Jack” – Desenho animado criado por Tim Burton, conta a história de personagens do Hallowen que querem participar do Natal. Jack, uma caveira muito simpática e famosa em seu mundo, se apaixona por Sally, uma linda bonequinha de retalhos. Esse é para assistir com as crianças e ensinar a beleza das costurinhas!

 

 

Gostou? Conta pra gente nos comentários como é sua relação com o patchwork, qual seu estilo preferido ou como foi sua sessão pipoca com as nossas dicas. Caso precise de mais inspiração, visite todos os posts preparados especialmente pra você!

Conteúdos relacionados:

Sobre

eduK

Posts Relacionados
18 comentários
  • Cynthia Netto

    julho 1st, 2015 22:27

    Adoreiiii!!!!!!!!!!!!!! e as dicas também muito legal!!!!!!!!

    Responder
  • Patty Wolf

    julho 2nd, 2015 11:45

    Adorei! Super prático e fácil de fazer. Obrigada!

    Responder
    • Cristina Luckner

      julho 2nd, 2015 19:32

      Oi Patty! Obrigada pela mensagem. Você fez o porta-lenço! Conta pra gente!

      Responder
  • maria lúcia dos santos pereira lisboa

    julho 2nd, 2015 12:28

    amei tudo te admiro muito,sucesso a todos.

    Responder
  • Sheila Cristiane Vasques Uemura

    julho 2nd, 2015 12:38

    Marcia você é muito fofa... sou fã e quero muito te conhecer... grata demais!

    Responder
  • Alline Moraes de Melo Farias

    julho 2nd, 2015 23:07

    Adorei tudo!!! Parabéns a Equipe! Vocês são ótimos! Que Deus abençoe sempre!

    Responder
  • Maria Lane Viana Costa

    julho 3rd, 2015 18:59

    Obrigada Marcia pelo conhecimento que você nos proporciona, estou começando agora no patchwork, confesso que vc é minha inspiradora, assisti todos os seus curso, não vejo a hora de poder adquiri-los através da Eduk, um beijo e um abraço bem forte

    Responder
  • vivian little baby

    julho 4th, 2015 7:25

    Adorei esse PAP. Aproveita retalhos de tecido... Muito bom! Vou fazer com certeza! Obrigada!!!????????

    Responder
  • Marlise RamMend

    julho 4th, 2015 11:35

    Minha especialidade é maletas e cartonagem, mas também Adoro patchwork e, através de suas aulas na Eduk e suas dicas, comecei a fazer e vender utensilios, bolsinhas, etc…Sempre amei artesanato e agora estou com tempo para me dedicar. obrigada pelo carinho e dicas. Bjs.

    Responder
    • Cristina Luckner

      julho 6th, 2015 14:09

      Olá Marlise, muito obrigada, que legal a sua história. Agora com tempo para se dedicar, volte sempre aqui no blog para buscar novidades!

      Responder
  • Socorro Oliveira

    julho 18th, 2015 21:27

    Adorei prático útil e fácil de fazer. idéia maravilhosa

    Responder
    • Cristina Luckner

      julho 27th, 2015 12:00

      Oi Socorro, que bom que você gostou! Já fez o seu porta-lenço com patchwork?

      Responder
  • rubeneide ferreira lima

    março 4th, 2016 20:48

    passei a minha infancia vendo minha avó costurando e crochetando e enfim hoje sou eu que faço belas artes

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *