Descubra truques sobre organização e decoração de festas

Descubra truques sobre organização e decoração de festas

Quando a gente lembra da nossa infância, os primeiros momentos são as viagens, as brincadeiras com os amigos e… as festas de aniversário! E todo mundo quer que suas crianças também tenham memórias épicas desse período. A pergunta que não quer calar é: como?

É aqui que nossa expert Patty Rosset vai nos compartilhar seus conhecimentos. Ela vem de uma carreira na publicidade, com um arsenal de ideias e sugestões para você descobrir tudo sobre organização e decoração de festas.

Docinhos na festa decorados por Patty (créditos Patty Rosset)

Docinhos na festa decorados por Patty (créditos Patty Rosset)

Por que escolheu o tema organização e decoração de festas infantis e chá de bebê?

Lembrancinha para chá de bebê feito pela Patty (crédito da foto: Patty Rosset)

Lembrancinha para chá de bebê feito pela Patty (crédito da foto: Patty Rosset)

Simplesmente aconteceu. Sou publicitária de formação e diretora de criação numa agência em que sou sócia. O primeiro trabalho foi para o chá de bebê da minha melhor amiga. Nem sabia usar a máquina de costura!

Mas todos que viram o chá ficaram encantados e me perguntaram por que eu não fazia um blog para divulgar meu trabalho. Eu criei o blog e comecei a postar os trabalhos que fazia. As festas infantis e chás me dão mais liberdade criativa. Gosto de coisas mimosas. Consigo colocar muito carinho em tudo. Me lembra a minha infância. Já contei que sou apaixonada por bichos de pelúcia?

O que o cliente procura e precisa?

É muito importante entender o que exatamente estão pedindo para você e o que o cliente está disposto a pagar. Quantos convidados vão à festa, quais temas o cliente tem em mente, data, hora e local. Tudo deve ser definido e confirmado com antecedência para evitar percalços no meio do caminho.

Travesseiros de convite para festa do pijama (crédito da foto: Patty Rosset)

Travesseiros de convite para festa do pijama (crédito da foto: Patty Rosset)

A Patty conta que a procura vem, em sua maioria, de mães e de noivas também. Entender as necessidades delas, que tipo de festa elas têm em mente é importante.

A cliente traz o tema e a necessidade. Por exemplo: lembrancinha, enfeite de maternidade, cupcake, topo de bolo, álbum de fotos. E a partir daí eu dou sugestões, proponho novas criações, apresento outros trabalhos que ja fiz, para ilustrar. Minhas clientes procuram pelo meu trabalho porque eu ofereço algo diferente e personalizado.

Convites: a hora do convite é uma das mais empolgantes. Receber um convite personalizado faz toda a diferença para ir mais empolgado a um evento ou festa!

Técnicas necessárias para uma boa decoração

Decoração de mesa feita pela Patty (crédito da foto: Patty Rosset)

Decoração de mesa feita pela Patty (crédito da foto: Patty Rosset)

Nenhuma em particular é necessária, mas todas são fundamentais! Você pode trabalhar com papel, com feltro, com tecido, com todos os materiais que você se sentir confortável. “Acho que quanto mais técnicas o artesão souber, mais rica será a festa. Sou a favor dos detalhes, eles fazem a diferença.” Comenta Patty. Diferentes técnicas agregam valor ao resultado final, e seu cliente (e os convidados) estarão mais contentes.

E o mercado? Como se posicionar?

Estude o mercado em que vc gostaria de trabalhar, seus concorrentes e descubra um diferencial. Como a Patty, comece oferecendo seus serviços aos seus conhecidos e familiares. A qualidade do seu trabalho fala por si só e os convidados podem ser possíveis clientes. Mas não force, se eles precisarem vão chamar pelos seus serviços. 

Lembrancinhas de festa de aniversário (crédito da foto: Patty Rosset)

Lembrancinhas de festa de aniversário (crédito da foto: Patty Rosset)

A Patty recomenda também pensar bem no valor que você dá ao seu trabalho. “Use materiais de qualidade, se aprimore sempre. Todos os dias tem novidades de materiais, técnicas e cursos. Algo que no passado era impossível de fazer hoje pode ser viável. Pesquise muito. O sucesso de uma festa está na coerência e bom gosto.”

Um indicador para saber se você está indo pelo caminho certo é ouvir os seus clientes. “Cliente satisfeito significa que você fez o trabalho bem feito. E sempre ser justo na hora de cobrar. Nem barato demais e nem caro demais. Muito barato desvaloriza o trabalho do artesão, que é árduo, complexo e demanda muito tempo e criatividade. E caro demais restringe a venda ou o trabalho não tem qualidade para ter um preço tão alto. Seu nome e reputação tem que valer mais que tudo.” Conta Patty. O segredo é estudar como precificar seu artesanato. Para cada negócio se aplica diferente. 

decor_cha_de_bebe_eduK_Padovan-3Como começou sua paixão pelo feito a mão?
Sou apaixonada pelo feito à mão desde criança. Via minha mãe pintar porcelana, quadros, fazer bolsas, cintos. Mas o que mais me encantava eram is bichos de pelúcia, minha paixão até hoje. Eu queria saber como eram feitos e quanto mais delicados e cheios de detalhes, mais me apaixonava.

Para mais dicas, não perca o curso da Patty, Tecido, papel e feltro: técnicas simples para compor uma festa

Gostou das dicas da Patty? Teria mais alguma ideia para compartilhar com a gente? Conte para a gente nos comentários! #ArtesanatoePonto

Novidades
  • Facebook

  • Novidades e-mail

Sobre

eduK

Posts Relacionados
0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *