Descubra os segredos da participação em feiras de artesanato

Descubra os segredos da participação em feiras de artesanato

Para se destacar em feiras de artesanato é preciso planejamento e dedicação. Gilse Maria é bonequeira de mão cheia e marca presença nas mais importantes feiras de artesanato do Brasil. Além do rostinho lindo de suas bonecas, cada uma tem sua história e personalidade próprias. Gilse ensina novas formas de confeccionar roupas, aplicar pintura em tecido para o rosto e explorar sua criatividade.

As bonecas de Gilse viajam com sua criadora visitando feiras de artesanato e encantando gente por aí. Essa superartesã empreendedora descobriu nesses eventos uma ótima forma de divulgar seu trabalho e conquistar clientes.

Feiras de artesanato

A grande maioria das empresas a expor nesses eventos são as de micro, pequeno e médio porte, ou seja, é o espaço perfeito para quem está começando e quer divulgar seu produto. Para fazer o cadastro nas feiras de artesanato, em geral, você precisa apenas entrar no site da organização e preencher um formulário. Cada empresa organizadora de feiras têm suas próprias regras, pesquise e se informe antes de fechar o contrato.

O Artesanato e Ponto também preparou um super guia para você se destacar em feiras de artesanato. Confira!

Gilse Maria, que já participou de várias feiras de artesanato, desvenda os segredos para ter sucesso nesse disputado universo. “O primeiro passo é ter vontade, tendo isso você já tem meio caminho andado. Depois da vontade vem o planejamento, pois afinal a feira de artesanato tem um custo alto, e você precisa de uma grande variedade de produtos para cobrir todos os custos”, conta Gilse.

Gilse explica:

Sempre pensamos em levar novidades para nossas clientes.

Entrevista com Gilse Maria

A artesã conta em primeira mão qual é o seu segredo para se destacar como expositora em feiras de artesanato.

Gilse participa de feiras de artesanato

Gilse e suas bonecas posando no stand: alegria de sobra (crédito: foto acervo pessoal)

Como vocês planejam o espaço de exposição?

Precisamos de espaço para exposição dos modelos e exposição dos produtos, então procuramos dar destaque a tudo o que temos para impulsionar a venda.

Durante e depois das feiras analisamos o que funciona e o que não, e chegamos a mudar completamente a disposição do estande no final de um dia de feira.

Dependendo do seu tipo de artesanato você pode trabalhar mais com mesas, estantes, telas, ou até mesmo pendurando suas peças, o negócio é observar como seu público gosta de lidar com o seu produto.

Acesse todos os cursos de bonecas na eduK

Qual o primeiro passo para ser expositor?

O primeiro passo é ter vontade, tendo isso você já tem meio caminho andado. Depois da vontade vem o planejamento, pois afinal a feira tem um custo alto, e você precisa de uma grande variedade de produtos para cobrir todos os custos.

Gilse e as Marias, 3 gerações de bonecas cozinheiras!

Qual a diferença entre grandes eventos e feiras de artesanato menores e que tipo de perfil o artesão precisa ter para participar de cada um desses dois modelos?

A diferença básica é o que o público procura.

Nas grandes feiras de artesanato a maioria dos visitantes é de artesãs em busca de novidades, acessórios e materiais para confecção. Já nas pequenas feiras o público procura mais peças prontas, para presente.

Mas isso não impede você de levar peças prontas para os grandes eventos, afinal quem compra materiais, também gosta de ideias do que fazer com eles, e é uma grande dica para impulsionar as vendas.

Bonecas da Gilse Maria no seu estande na Mega Artesanal

Bonecas da Gilse Maria no seu estande na Mega Artesanal

Como vocês imaginam o que levar para as feiras de artesanato? Vocês selecionam as peças previamente, levam alguma para exibição e outras só para vender?

Sempre pensamos em levar novidades para nossas clientes na feira, aumentar nossa variedade de produtos e aos poucos ir melhorando a qualidade. Já tentamos levar peças para vender para os grandes eventos, mas só tivemos boa saída em duas épocas, antes do natal e antes da páscoa, no restante do ano o forte mesmo são acessórios e materiais. Então buscamos criar novidades, para dar ideias às clientes do que fazer com nossos materiais.

Vocês costumam apresentar novos projetos nessas feiras? Acreditam que seja uma boa oportunidade para levar novidades?

Sim. Temos como objetivo lançar 3 revistas no ano, na primeira grande feira do ano lançamos a nossa Revista Maria Artesãs, e agora para a Mega vamos lançar um livro de halloween. Com o passar do tempo as clientes vão se identificando com seu trabalho e ficam ansiosas pelas novidades. Isso que nos motiva a continuar trabalhando, continuar inovando e produzindo coisas novas.

Como vocês entregam seus produtos durante as feiras? Tem alguma diferença do dia a dia?

Todos os produtos são pronta-entrega, exceto as peças que fazemos sob encomenda. As clientes entram no estande, escolhem o que vão levar, passam no caixa e já saem do estande com sua sacola cheia de novidades. Por enquanto nós trabalhamos com loja virtual, neste começo (2 anos de empresa) diminui muito o custo comparado com uma loja física, então nosso contato com o público no dia a dia fica pelas redes sociais e por e-mail.

Como funciona a divulgação do trabalho na feira? Isso fica incluso dentro dos pacotes de espaço ou vocês precisam fazer essa parte?

A maioria das feiras faz a divulgação do evento. Mas para garantir que nossas seguidoras saibam que vamos estar lá nós também fazemos a nossa divulgação nas redes sociais. Também entregamos flyers durante o evento para que elas possam nos achar e voltar a comprar pelo site.

Tecidos expostos no estande da Gilse Maria

Tecidos expostos no estande da Gilse Maria

Dê três dicas para garantir o sucesso em uma feira de artesanato

  1. Levar a maior variedade de produtos que você puder, mas sempre se lembre de dois fatores importantes: inovação e qualidade.
  2. Bom atendimento, tratar bem os clientes, com bastante paciência, tirando todas as dúvidas, faz a pessoa se sentir bem dentro do seu espaço e ela sempre vai querer voltar.
  3. Vá com energia sobrando, pois é bastante cansativo, e você precisará atender bem sua clientela.

E você, tem algum segredo para compartilhar sobre participação em feiras de artesanato? Conta pra gente nos comentários!

Novidades
  • Facebook

  • Novidades e-mail

Sobre

eduK

Posts Relacionados
3 comentários
  • Kelle Cristina Almeida Galindo

    julho 1st, 2015 15:38

    Ótimo tema. Parabens! Tinha muitas duvidas sobre a viabilidade de comercializar peças prontas nas grandes feiras. Obrigada pelos esclarecimentos. Sucesso.

    Responder
  • PATRÍCIA DA SILVEIRA MOZER BASTOS

    outubro 10th, 2015 19:59

    Que saudades do curso da Gilse Maria EDUK trás ela de novo por favor, uma pessoa fantástica e um artesâ super talentosa, humilde simpática e extremanete atenciosa ,tive a honra de conhece-la na mega artesanal foi um momento que tive na minha vida que jamais esquecerei,um abraço querida Gilse .

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *